à conversa com...

ASASCRAFT

asas.jpg
asas bw.jpg

Quem é a ASASCRAFT?

A confeção artesanal, as cores vibrantes e padrões diversos são a sua essência.

"

"

   Anabela S.A.Santos  

A ASASCRAFT é uma marca de artesanato urbano, que teve inicio em 2013. Inicialmente dedicada a acessórios de costura criativa, mas que naturalmente, foi criando o funil para a puericultura.

como surgiu?

A minha formação é Designer de Comunicação, trabalhei como Designer em agências de publicidade durante alguns anos, abri a minha agência de publicidade, e a certa altura surge o convite para dar formação (coisa que sempre disse que nunca iria fazer (risos), aceitei o desafio e adorei!

Estive 7 anos a dar formação, em escolas públicas e privadas, até que há uma quebra nos financiamento dos cursos profissionais, e a escola onde estava deixou de ter o curso que eu lecionava.

Se quisesse continuar a dar formação teria de me deslocar para longe, e, para mim, não fazia sentido pois sempre privilegiei o acompanhamento à família, marido e filhos.

Então, vim para casa, mas nunca deixei de ser designer, sempre trabalhei na área, mas o bichinho da costura sempre esteve lá. Sempre gostei de artesanato! 

Surgiu a oportunidade de participar num workshop de costura e eu inscrevi-me, mesmo sem ter máquina de costura, nem nunca ter costurado (risos), e não parei desde então.

no seu entender, o que diferencia a ASASCRAFT no mercado?

Bom, desde inicio que tive uma boa aceitação no "mundo online" e o que me foram dizendo foi que era a imagem cuidada que me destacava numa primeira abordagem.

Para mim, era inato, nunca pensei muito nisso, sempre fiz o que achava melhor.

Depois, inicialmente foram as escolhas dos padrões dos tecidos, sempre gostei de padrões com muita vivacidade e divertidos. Mas, penso que o que foi ficando, e mantenho clientes desde o inicio, foi a minha entrega na realização das peças, e o acompanhamento dos clientes.

quais os desafios e dificuldades que sente atualmente no mercado?

Nos dias de hoje, penso que, mais do que nunca, as marcas têm de ter uma forte presença online. No meu caso, sempre estive online, no entanto é necessário estar em constante aprendizagem, até porque agora, todos vem para o online e para nos destacarmos temos de fazer algo diferente.

E é o que tenho estado a fazer, reuni diferentes marcas com as quais me identifico e acrescentam valor, e criei um projeto colaborativo com uma forte presença online, mas tambem logo que possamos fazer eventos fisicos para fomentar laços entre a comunidade e com o público.

um dos valores da marca é o papel ativo na responsabilidade social apoiando a comunidade de diferentes formas, como por exemplo eventos, associações sem fins lucrativos, entre outros.

Porque é para si tão importante este apoio?

É muito importante estarmos em sintonia com a sociedade que nos rodeia. Desde logo apoiei causas, fazendo leilões para angariação de fundos. A maioria das vezes, com muito pouco da nossa parte conseguimos dar muito, basta tomar a iniciativa de o fazer.

Em relação às associações é o mesmo princípio que já falei anteriormente, juntos criamos sinergias para alavancar as marcas. Quer seja através de apoio no que sabemos fazer e que para o outro é uma dificuldade, e vice-versa, assim como o cross-selling. Se tiveres uma marca como referência que te recomenda uma outra marca, tens imediatamente mais confiança na marca que desconheces até então.

E o mesmo se aplica às parcerias entre associações, se trabalharem em conjunto e não cada um para si, teremos certamente melhores resultados.

Para além do seu gosto pelo design e o artesanato, o que mais gosta de fazer?

(risos) Aprender! Adoro estar sempre a aprender coisas diferentes e não fazer muitos planos do que vou fazer daqui a 5 anos ou 10 anos.

Acredito que temos de nos manter em movimento, ir fazendo o que gostamos no momento e as coisas vão acontecendo.

Por exemplo, na quarentena deu-me para andar a aprender marketing digital, não tinha qualquer ideia de o fazer, aconteceu!

Para finalizar, qual é o seu maior sonho?

O meu maior sonho? (risos) Que todos os de quem gosto, estejam bem, que sejam eles próprios, que sejam felizes, que estarei também feliz.

E que a Reinventar tenha muitos anos de vida, para fazermos o que mais gostamos, junto dos que acreditaram e acreditam no projeto.